Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Trincheiras e rock’in’roll. Ou uma passagem da vida de Zito

Imagem
Os raios de sol vazaram as frestas da janela. Os olhos se abriram tentando resistir à luz já forte daquele mês de novembro de 1980. A ordem era ficar de pé às 6h. Disciplina e determinação. Preparo para enfrentar um possível acirramento do Regime Militar. A extrema-direita estava à espreita. O acampamento no distrito de Lamarão, Camaçari, Região Metropolitana de Salvador, contava com dezenas de militantes que preparavam faixas, cartazes e bombas de coquetel molotov para a manifestação de rua que ocorreria nos próximos dias. Militante do movimento Novação, desdobramento estudantil da Ação Popular, aos 17 anos e iniciando o curso de Sociologia na Universidade Federal da Bahia, Zito Filho partira pra luta. Nos anos anteriores fora dirigente do grêmio do Colégio Ipiranga, situado no largo Dois de Julho, bairro histórico e fronteiriço a um dos baixos meretrícios de Salvador. Local de imemoráveis farras nas suas ruelas e botecos, onde litros de cervejas foram consumidos em calorosos debates…

A Internet como último front

Imagem
Batalha digital em curso. Garantir a livre circulação de ideias ante a opressão de estados e corporações econômicas sobre os cidadãos de todos os países. Em Cypherpunks[1]: a liberdade e o futuro da Internet, Julian Assange, editor-chefe do WikiLeaks, e os ciberativistas Jacob Applebaum, Andy Müller-Maguhn e Jérémie Zimmermann discutem detalhes dessa guerra silenciosa e crucial para o destino da humanidade. Os debates travados ao longo das 163 páginas do livro alertam: está em jogo o ideário pensado pelos ativistas californianos nos anos 80 que suergueram a rede. A utopia na comunhão global de ideias e culturas tem se transformando numa arapuca para milhões de pessoas. Presas fáceis que estão tendo seus dados pessoais monitorados pelos serviços secretos de governos e utilizados como mercadoria pelo Facebook, Google e outros, parceiros e partícipes dos panópticos sistemas de controle mundial. “Muitos escritores já refletiram sobre o que a Internet significa para a civilização global, ma…