Lupa na formação de jornalistas na Bahia

A comissão pró-Fórum de Observação da Formação de Jornalistas já dispõe para análise grades curriculares de quatro cursos de Jornalismo ministrados na Bahia. A maior parte mantém o número de horas/aulas em torno de 2.800 horas. Mas uma instituição privada e que cobra mensalidades maiores do que as demais, tem a menor carga horária e a grade curricular mais deficitária. Outras, no entanto, se notabilizam pelo excelência da grade curricular e com projetos de extensão arrojados. A expectativa é de que até o meio do ano os resultados sejam divulgados num boletim a ser publicado nos meios acadêmicos e colégios secundários. Aguardem.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Snowden. Ou o fim da utopia cibernética

Num dia de agosto de 1992

Fé e ciência. O que Buda e Cristo têm em comum?