O lobo e o cordeiro




O deputado estadual Heraldo Rocha (DEM – ex-PFL-) se disse “surpreso” com a ausência de sindicalistas representantes dos servidores na galeria da Assembléia Legislativa da Bahia durante a votação do Projeto de Lei 17.940, ocorrida na semana passada. O PL é de iniciativa do Executivo e autoriza o governo a utilizar recursos de uma conta de capitalização do Funprev – antigo fundo previdenciário dos servidores do Estado – para honrar compromissos previdenciários por um prazo de dois anos. A medida é em função da queda de arrecadação decorrente da crise econômica internacional. Registre-se: o dinheiro a ser utilizado foi aportado pelo próprio governo para buscar equilibrar financeiramente o fundo, que foi quebrado pelas gestões passadas do PFL. O que surpreende, de fato, é o posicionamento do líder da oposição na AL. Desde quando Heraldo Rocha nutri simpatias por servidores públicos? De qual lado estava o parlamentar durante o violento arrocho salarial imposto pelos governos do PFL ao funcionalismo baiano? Quer enganar a quem, Heraldo, aos próprios sindicalistas para os quais você foi coadjuvante dos algozes? A relação entre estes e o atual governo baiano é bem diferente dos governos nos quais vossa excelência sempre integrou a guarda pretoriana.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Snowden. Ou o fim da utopia cibernética

kristallnacht à brasileira?

Fé e ciência. O que Buda e Cristo têm em comum?