William Bonner, o assessor de José Serra


Confusão linguística proposital. Não há outra explicação ao se fazer uma leitura da “notícia” dada pelo jornalista e apresentador da Rede Globo, William Bonner, sobre a ocupação da Reitoria da USP por parte dos discentes da instituição. “Os estudantes exigem que o Governo do Estado de São Paulo revogue o decreto que dá transparência à sociedade dos gastos das universidades estaduais paulistas”, dizia o texto. Parecia que a assessoria de imprensa de José Serra (PSDB) tinha realizado uma “transfusão midiática” para a Globo. Talvez tenha sido isso mesmo, já que o próprio é candidato da emissora em 2010 à presidente. Afinal, o que a “notícia” dada por Bonner chama de transparência? A centralização dos recursos das universidades nas mãos de Serra com o intento de sucatea-las e posteriormente entregá-las à iniciativa privada? Será essa a transparência? A mesma que se verificou nas obras do Metrô de São Paulo, que foi para o buraco? Os estudantes que ocupam a Reitoria da USP deram de imediato a resposta questionando a “notícia” da Globo, que visa claramente, sobretudo, confundir a opinião pública acerca do fato.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Snowden. Ou o fim da utopia cibernética

kristallnacht à brasileira?

Fé e ciência. O que Buda e Cristo têm em comum?