Querem destronar Momo


Que se saiba, o único monarca no Brasil é um cidadão de nome temporário Momo, cujo reinado é limitado há apenas uma semana. Mas no sábado passado, 14/07, apareceu em Salvador um outro que também se diz monarca, um tal de príncipe Bertrand de Orleans e Bragança, trineto de D. Pedro II. Veio à capital baiana para o lançamento da Associação da Nobreza Histórica do Brasil, que reuniu no auditório do Instituto Feminino a “nata” dos sangue-azuis da Bahia. Lá estavam os Calmon de Sá, Costa Pinto entre outros integrantes da “nobreza” local. Sabe-se que durante a solenidade um certo conde lamentou o 15 de novembro de 1889 como um “dia fatídico”. Ao que parece, os nobres e sangue-azuis estão se esmerando para destronar o efetivo monarca brasileiro, Momo. Eles têm tudo para saírem vitoriosos, pois se depender de presepadas as deles não duram apenas uma semana, mas o ano todo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Snowden. Ou o fim da utopia cibernética

kristallnacht à brasileira?

Fé e ciência. O que Buda e Cristo têm em comum?