Tem gente que não se emenda

O bate-boca ocorrido anteontem na Comissão de Constituição e Justiça do Senado entre o senador Antônio Carlos Magalhães (PFL) e um estudante universitário deu o tom da semana no Congresso Nacional. Presidindo os trabalhos naquela comissão para acelerar um pacote de medidas de combate à criminalidade, ACM, muito ao seu estilo, não aceitou a intervenção do estudante quando se debatia a redução da maioridade penal. Chamou-o de palhaço. O jovem retrucou: “fascista!”. Bem aplicado! Aliás, ACM nunca vestiu tão bem uma carapuça que lhe cabe como uma luva, exemplar modelito para o coronel decadente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Snowden. Ou o fim da utopia cibernética

Num dia de agosto de 1992

Fé e ciência. O que Buda e Cristo têm em comum?