Um recado de Chico Buarque em 1979, mas muito atual

Hino de Duran

Se tu falas muitas palavras sutis
Se gostas de senhas sussurros ardís
A lei tem ouvidos pra te delatar
Nas pedras do teu próprio lar

Se trazes no bolso a contravenção
Muambas, baganas e nem um tostão
A lei te vigia, bandido infeliz
Com seus olhos de raios X

Se vives nas sobras freqüentas porões
Se tramas assaltos ou revoluções
A lei te procura amanhã de manhã
Com seu faro de dobermam

E se definitivamente a sociedade só te tem desprezo e horror
E mesmo nas galeras és nocivo,és um estorvo, és um tumor
A lei fecha o livro, te pregam na cruz, depois chamam os urubus

Se pensas que burlas as normas penais
Insuflas agitas e gritas demais
A lei logo vai te abraçar infrator com seus braços de estivador
Se pensas que pensas estás redondamente enganado

E como já disse o Dr Eiras,vem chegando aí, junto com o delegado pra te levar...

Comentários

Guto disse…
Agora vc me fez retornar ao "velho" Ipiranga.
Lembra do congresso de estudantes secundaristas em Fortaleza????
Abraços,
Guto.
Zeca disse…
Lembro sim, e como lembro. Inclusive aquela viagem de ônibus cruzando o sertão do Piaui com 32 graus à noite, onde até o vento era quente. Mas foi ótimo, bom demais e com certeza leva saudades.

Postagens mais visitadas deste blog

Snowden. Ou o fim da utopia cibernética

kristallnacht à brasileira?

Fé e ciência. O que Buda e Cristo têm em comum?