Para desespero de Serra, Miriam Leitão quebra a cara novamente



Novamente a torcida e as expectativas de Miriam Leitão, Carlos Sardenberg, William Waak e outros integrantes da imprensa demo-tucana-golpista deram com os burros n´água. A revista britânica The Economist, uma das mais credenciadas do mundo em assuntos econômicos, prevê o crescimento de 3,5% a 4% do Produto Interno Bruto do Brasil em 2010. O renomado órgão de imprensa londrino considerou também que o recuo de apenas 0,8% do PIB brasileiro no primeiro trimestre do ano foi bem inferior ao que era prognosticado por alguns analistas. Esperava-se uma queda bem maior, em torno de até 2,5%. Os índices indicam, segundo a revista, que o Brasil está enfrentando bem a crise e que os efeitos mais deletérios dela na economia local não terão maior duração. É o prenúncio do início do fim do doce sonho da tropa de choque serrista. E 2010 fica cada vez mais distante. Tivesse vingado o projeto político do príncipe da Sociologia FHC e seu cão de guarda auxiliar, o PFL, hoje DEM, certamente estaríamos vivenciando uma crise econômica sem precedentes. Sem Petrobrás, Banco do Brasil, BNDES, Correios e outras estatais que a claque criminosa certamente iria privatizar, o país estaria afundado. E no mesmo buraco estaria também a maior parte do povo brasileiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Snowden. Ou o fim da utopia cibernética

Num dia de agosto de 1992

Fé e ciência. O que Buda e Cristo têm em comum?