Carta de Pedro Bial sobre Serra e Dilma



O Hino Nacional diz em alto e bom tom (ou som, como preferir) que “um filho seu não foge à luta”. Tanto Serra como Dilma eram militantes estudantis, em 1964, quando os militares, teimosos e arrogantes, resolveram dar o mais besta dos golpes militares da desgraçada história brasileira. Com alguns tanques nas ruas, muitas lideranças, covardes, medrosas e incapazes de compreender o momento histórico brasileiro, “colocaram o rabinho entre as pernas” e foram para o Chile, França, Canadá, Holanda. Viveram o status de exilado político durante longos 16 anos, em plena mordomia, inclusive com polpudos salários. Foi nas belas praias do Chile, que José Serra conheceu a sua esposa, Mônica Allende Serra, chilena.
Outras lideranças não fugiram da luta e obedeceram ao que está escrito em nosso Hino Nacional. Verdadeiros heróis, que pagaram com suas próprias vidas, sofreram prisões e torturas infindáveis, realizaram lutas corajosas para que, hoje, possamos viver em democracia plena, votar livremente, ter liberdade de imprensa.
Nesse grupo está Dilma Rousseff. Uma lutadora, fiel guerreira da solidariedade e da democracia. Foi presa e torturada. Não matou ninguém, ao contrário do que informa vários e-mails clandestinos que circulam Brasil afora.
Não sou partidário nem filiado a partido político. Mas sou eleitor. Somente por estes fatos, José Serra fujão, e Dilma Rousseff guerreira, já me bastam para definir o voto na eleição presidencial de 2010. Detesto fujões, detesto covardes!

Comentários

Rosinha disse…
Muito bem Bial, inteligente texto, tem conteudo e mostra que vc é diferente da elite podre deste país...
Men disse…
Pedro Bial, como sempre um Jornalista diferenciado e grande formador de opinião.
Amei este texto como a muitos que vc escreve Pedro Bial.
Reinaldo disse…
Sem dúvida um texto enxuto e claro, uma opinião firme emitida sem rodeios - parabéns pela objetividade. Entretanto, no aspecto mais prático, devemos provar aquilo que dizemos, não é? Se não fizermos isso, tudo cai num vazio, num redemoinho de palavras. Será que Serra é assim tão fujão?!? Ele não deu nada de bom ao País? Para que lado será que a balança pende mais? Pensemos nisso...
Fernanda Sanna disse…
Adorei, Bial! Voce está sabendo do ato no TUCA dia 19, terça feira? Se pudesse vir, seria maravilhoso! Qualquer coisa, entre em contato fernanda@araujovalneiros.com.br
Roberto disse…
Parabéns Bial!
Não se pode fugir da luta e muito menos ficar escondido embaixo das batinas dos padres.
É bom lembrar que os inquisitores torturavam em nome de Deus!
Seria bem mais inteligente se a campanha presidencial colocasse em primeiro plano os projetos e as propostas para o Brasil e não induzir a população a tomer uma posição com base na religião.
Um abraço

Roberto
Lu disse…
Quando, e se Dilma ganhar, gostaria de ver a cara do brilhante Bial, quando começar a sofrer censura, como muitos de seus colegas já estão sofrendo! Bom, não será um problema, pois não gosta de covardes!!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Snowden. Ou o fim da utopia cibernética

kristallnacht à brasileira?

Fé e ciência. O que Buda e Cristo têm em comum?