Serra e Tasso Jereissati são expulsos da missa no Ceará e o padre os chama de profanos

A estratégia de Serra de se utilizar da fé das pessoas para fazer proselitismo político começa a incomodar religiosos sérios, como aconteceu ontem na cidade de Candidé, no Ceará. Serra e o senador derrotado do PSDB, Tasso Jereissati, entraram na Igreja da cidade para fazer campanha em plena missa. O padre não gostou e chamou atenção dos dois, afirmando que ambos estavam profanando o local. Neste momento, o fracassado senador Jereissati partiu para agredir o sacerdote e foi contido por assessores e populares. É esta a política de Serra, da vilania, da mentira, da utilização da hipocrisia como arma eleitoral. Ouçam abaixo o áudio da matéria.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Snowden. Ou o fim da utopia cibernética

kristallnacht à brasileira?

Fé e ciência. O que Buda e Cristo têm em comum?